No ano de 2017, entre as diversas ações e projetos desenvolvidos no EIXO 1 – Diversidade, Meio Ambiente, Memória Cultural, Produção Artística, Patrimônio Cultural, 122 pessoas foram impactadas diretamente. Destaca-se o Projeto Fazendo Renda que trabalha com ações de Reciclagem Têxtil e Design Social para 42 mulheres em situação de vulnerabilidade social.

IBGPEX

O Instituto IBGPEX de Responsabilidade Socioambiental, é  uma associação civil de assistência social, beneficente e sem fins lucrativos.  Têm como missão a Inclusão social através da educação. Elabora e desenvolve projetos, articula e promove eventos, ações sociais e campanhas, nas áreas da assistência social, responsabilidade social universitária e responsabilidade social empresarial.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Imagem-os-3-Pilares-do-IBGPEX-2-1024x148.png

O IBGPEX mantém parceria através de convênio firmado com o Centro Universitário Internacional UNINTER para desenvolvimento de projetos sociais de Responsabilidade Social Universitária a serem validados pelo MEC e que estão em conformidade com o Programa de Desenvolvimento Institucional – PDI.

O MEC visando a Responsabilidade Social Universitária, elaborou eixos que devem ser considerados pelas Instituições de Ensino Superior, tendo sido repassados pelo Centro Universitário Internacional Uninter para serem executados pelo IBGPEX os seguintes:

  • EIXO 1 – Diversidade, Meio Ambiente, Memória Cultural, Produção Artística, Patrimônio Cultural;
  • EIXO 2 – Desenvolvimento Econômico e Social;
  • EIXO 3 – Ações de Responsabilidade Social e Inclusão Social;
  • EIXO 4 – Ações Afirmativas de Defesa e Promoção dos Direitos Humanos e Igualdade Étnico-racial;
  • EIXO 5 – Ações de Estímulo Relacionados à Difusão das Produções Acadêmicas: Científica, Didático Pedagógico, Tecnológica, Artística e Cultural.

AÇÕES DESENVOLVIDAS POR EIXO EM 2017


EIXO 1 – Diversidade, Meio Ambiente, Memória Cultural, Produção Artística, Patrimônio Cultural

No ano de 2017, entre as diversas ações e projetos desenvolvidos no EIXO 1 – Diversidade, Meio Ambiente, Memória Cultural, Produção Artística, Patrimônio Cultural, 122 pessoas foram impactadas diretamente. Destaca-se o Projeto Fazendo Renda que trabalha com ações de Reciclagem Têxtil e Design Social para 42 mulheres em situação de vulnerabilidade social. No projeto as mulheres resgataram técnicas do artesanato brasileiro utilizando retalhos que poderiam ser descartados inadequadamente no meio ambiente aliando conhecimentos sobre sustentabilidade, reciclagem, consumo e qualidade de vida.

Oficinas Desenvolvidas em 2017

*Oficina de Customização de Roupas;                   

*Oficina de Confecção de Acessórios para apliques (bichinhos, bonecas, corações et;

*Confecção de Bonecas com retalhos;

*Oficina de patch apliquê;

*Oficina Sonhos de Brincar com Retalhos;

* Técnicas básicasde costura para confecção bichinhos de pano;

*Confecção das Toalhinhas de boca para bebês para doação em hospital maternidade;

*Produção de peças para venda em eventos;

*Oficina de Natal;

*Oficina de fuxico;

*oficina de bolsas;

*Oficina de cartonagem;

*Oficina de Upcycling do Jeans.


PARCERIA PROJETO FAZENDO RENDA COM O NÚCLEO DE PRÁTICAS JURÍDICAS

As mulheres do Projeto Fazendo Renda produziram sacolas confeccionadas com o reaproveitamento de banners, para o evento Mostra Massa 2017, foi uma noite especial para os estudantes e para o projeto, que pôde dar a sua contribuição.

Na ocasião, aconteceu a premiação dos melhores trabalhos de Publicidade e de Jornalismo dos cursos de comunicação do UNINTER.  Cerca de 300 estudantes participaram do evento no dia 07 de abril de 2017, no auditório Tiradentes.

CURSO GAITA HARMÔNICA

O Curso de Gaita Harmônica também foi um destaque neste ano ao trazer para 20 pessoas dos projetos IBGPEX e comunidade conhecimentos sobre a cultura musical, 100% dos alunos matriculados concluíram o curso.

O Curso foi idealizado com o objetivo de desenvolver o gosto pela música, promover a inclusão social e o fortalecimento de vínculos, foi uma parceria do IBGPEX, com as Harmônicas de Curitiba, tendo como instrutor o Sr. Benevides Chiréia, coordenador do Conjunto de Harmônicas de Curitiba.

O curso teve início no dia 19 de agosto, foi desenvolvido aos sábados das 10:00h as 12:00h, na sede UNINTER Treze de Maio, os 20 alunos participantes vindos de um público bem diverso, foi composto por pessoas idosas, crianças, pessoas com deficiência e usuários da comunidade em geral.

Os participantes aprenderam a tocar músicas de estilos variados, cada um ganhou sua gaita e uma apostila com o conteúdo do curso. O término do curso aconteceu no dia 23 de setembro com a entrega de certificados e apresentações de gaita pelos próprios alunos.

EVENTO CORPUS CHRISTI

O Corpus Christi é uma festa religiosa realizada todos os anos em todos os estados do Brasil, que acontece sempre 60 dias depois do domingo de Páscoa ou na quinta-feira seguinte ao domingo da Santíssima Trindade, durante a festa são celebradas missas festivas e as ruas são enfeitadas para a passagem da procissão onde é conduzido geralmente pelo Bispo.

Devido à importância do evento citado acima, na quinta feira dia 15 de junho de 2017 colaboradores do IBGPEX, do Centro Universitário Uninter e do Polo Carlos Gomes EAD, mobilizaram voluntários da comunidade para participarem da programação e da confecção de um trecho do tapete. O Corpus Christi não é apenas uma festa religiosa, mas uma atividade cultural, caracterizando-se como o resgate de uma tradição cultural do nosso país.

PROJETO PINCELADAS DA VIDA

O projeto Pinceladas da Vida é um curso de Pintura em tela, que tem como público alvo a pessoa idosa e mulheres em situação de vulnerabilidade e risco social. Além do conhecimento técnico da pintura, o curso possibilita a convivência entre os interessados nesta arte o que lhes motiva a percepção da sua própria criação, valorização de suas relações com o outro, estimulo a sua autoestima e incentivo à sua produção artística.

O projeto tem como objetivo desenvolver a criatividade e o pensamento artístico através do conhecimento e prática da pintura, focar o aprendizado nos diversos abordagens para com as artes visuais, apresentando através de um jeito simples e interativo (bate papos no final de cada aula prática), bem como, proporcionar o conhecimento sobre pintura, desenvolver sensibilidade para formas e cores.

No dia 17 de maio de 2017 os alunos do projeto Pintura em Tela participaram da Abertura da Exposição “Forma Formante” no Museu Alfredo Andersen, expondo as pinturas realizadas pelos mesmos.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é image-5.png


SEMINÁRIOS PROJETO PINCELADAS DA VIDA

Ao longo do ano de 2017 o Projeto Pinceladas da Vida realizou dois Seminários, o primeiro foi na data 07 de julho, o tema abordado foi “Arte moderna no Brasil” e contou com a   participação de 15 alunos. Na data de 04 de agosto aconteceu o segundo Seminário com o tema “Arte Contemporânea, 14 alunos participaram do mesmo.



EIXO 2 – Desenvolvimento Econômico e Social

O Projeto Ser Capaz faz parte do eixo 2 – Desenvolvimento Econômico e Social. O programa da qualificação vinculada se faz necessário para que a pessoa com deficiência possa se desenvolver para o mercado de trabalho formal através do curso ministrado pelo Instituto, gerando renda e tendo um convívio social com outras pessoas. Oportunizou também a Feira de Empregabilidade e profissões para pessoa com deficiência e 20 empresas estavam presentes.  No ano de 2017, o Instituto atendeu 115 pessoas com deficiência. O eixo se fez de grande valia para o Instituto alcançar a marca de 188 pessoas impactadas no ano de 2017.

PROJETO SER CAPAZ

Em 2017, foram atendidas diretamente 115 pessoas com deficiências nos cursos do Ser Capaz, sendo que, o projeto foi impulsionado com ações de mobilização, busca ativa, capacitação, sensibilização assessoria empresarial, feiras e eventos que reforçaram a necessidade de valorização e empregabilidade de pessoas com deficiência. Anteriormente o projeto estava voltado principalmente para as pessoas com deficiência visual. A ampliação do projeto Ser Capaz abrangeu outras deficiências e consiste em três formatos diferentes de capacitação inclusiva:

  • Capacitação – Qualificação Vinculada e Cidadania (12 meses);
  • Capacitação – Informática Acessível (6 meses);
  • Capacitação – Para o mundo do Trabalho (10 dias).

Nos três formatos de capacitação, estão inclusos o desenvolvimento dos Temas Transversais.

 Dentro do formato Qualificação Vinculada, foi realizado o curso Ser Capaz Empregabilidade – Auxiliar Administrativo, que se trata de um Curso de Qualificação Profissional com vínculo empregatício e formação comportamental e técnica customizada. Tendo como público alvo pessoas com deficiências em situação de vulnerabilidade social, com ênfase na preparação para o mercado de trabalho, teve início no mês de agosto, duração de 12 meses, de segunda a sexta das 13h00 às 17h00, com 25 participantes.

O foco está na parceria com as empresas estimulando o cumprimento de cotas de inclusão dos PcDs no mercado de trabalho.  O Projeto de Qualificação e Cidadania para pessoas com deficiência, está em consonância com a matriz curricular proposto para o Curso, que é estruturado em 4 núcleos.

O Núcleo Fundamental engloba Língua Portuguesa (gramática, comunicação e redação empresarial), Matemática Básica, Comercial e Financeira. Já o Núcleo Comportamental trata das de tema s como relações humanas, marketing pessoal, trabalho em equipe, gestão de conflitos, liderança, comunicação, oratória, negociação, gestão do tempo, empregabilidade/ empreendedorismo e educação financeira.

O Núcleo Integrador engloba ética, Cidadania, papel do cidadão na sociedade, o Estado brasileiro / os três poderes, Lei Maria da Penha, Lei de cotas para Pessoas com Deficiência, Preconceito racial e social, diversidade, discussões da atualidade e temas transversais. Já o Núcleo Tecnológico apresenta os conteúdos de Informática Básica e Tecnologias Assistivas. Há ainda os Subnúcleos Costumizados, que trata de temas como administração, logística, acadêmicos e outros.

O formato Capacitação Informática acessível trata-se de um curso com duração de 06 meses, tendo como público alvo pessoas com deficiência residentes em Curitiba e região, a partir dos 18 anos, tendo como objetivo familiarizar o aluno com noções e conceitos básicos em informática e desenvolver habilidades na utilização de softwares aplicativos e utilitários que possam ser utilizados como ferramentas de trabalho na sua vida profissional e pessoal.

Formaram-se ao todo, doze turmas do Ser Capaz no ano de 2017 em dias e horários diferenciados, as segundas e quartas, terças e quintas feiras pela manhã e à tarde, ao todo frequentaram 60 pessoas com deficiência na Capacitação Informática Acessível no ano de 2017.

Os conteúdos programáticos do projeto Informática acessível giram em torno de; recursos do Windows; internet; Word (editor de textos; Excel (tabelas, planilhas e gráficos); Power point (criação e apresentação de slides).

O Outro formato de inclusão para pessoas com deficiência, Capacitação – para o mundo do Trabalho destina-se a pessoas com deficiências diversas, oriundos de Curitiba, atende todas as faixas etárias que tenham o desejo de buscar formação, capacitação profissional e desenvolvimento pessoal.

Visando a qualificação, apresentando ou aprimorando os conhecimentos sobre as mídias tecnológicas assistivas, e assim, contribuir para a empregabilidade. O projeto possibilita um primeiro contato com as mídias e ferramentas digitais inclusivas, viabilizando oportunidades para que as pessoas com deficiências participem de forma mais justa e igualitária na busca pelo mercado de trabalho, privilegiando ainda a formação em ética, direitos humanos, sociais e cidadania. O curso teve duração de dez dias, aconteceu todos os dias das 13h00 às 17h00 no polo da Tiradentes, com a participação de 30 alunos.

A matriz curricular do curso envolve conteúdos como capacitação para o mundo do trabalho, cidadania e autoestima, projeto de vida pessoal e profissional, ética, acessibilidade, relações interpessoais, segurança no trabalho, rotinas administrativas, informática acessível, acessibilidade e temas transversais.


PARCERIAS PROJETO SER CAPAZ

O projeto Ser Capaz, no ano de 2017, realizou diversas parcerias, as quais possibilitaram o cumprimento dos seus objetivos, como Parceria junto ao Recursos Humanos da UNINTER para contratação dos alunos do projeto.  Houve a contratação de um profissional e a oportunidade de outros candidatos participarem de processos seletivos, Parcerias junto às associações, instituições e entidades de apoio às pessoas com deficiências de Curitiba e Região metropolitana, como APAE, ADEVIPAR, IPC, APR, ADFP, EFFTA, Parcerias junto às regionais de Curitiba FAS, CRAS e CREAS. Parceria com o SINE, 16 instituições de educação, 5 instituições religiosas e 19 instituições vinculadas ao trabalho para captação de alunos ao programa. 

AÇÕES E PARTICIPAÇÕES

No intuito de cumprir com seu papel social junto à comunidade, em 2017, o IBGPEX, representado pelos seus colaboradores, participou de eventos, realizou ações, palestras, treinamentos, sensibilizações, seminários e workshops como,

  • Treinamento relacionado a Segurança do Trabalho /Palestra de Inclusão aos colaboradores da UNINTER, Campus 13 de Maio – Convite da SIPA/UNINTER, com 50 pessoas presentes;
  • Exposição da marca IBGPEX na mídia através de veículos de comunicação, tais como canais de televisão e jornais, por conta da divulgação do programa, dentre estas estão, reportagens aos canais SBT, TVE, TV Record, TV evangelizar, TV Aparecida e TV Globo;
  • Realização de duas palestras inclusivas na Prefeitura Municipal de Curitiba sobre Tecnologias Assistivas;
  • Palestra e demonstração de atendimento às pessoas com deficiências e carreira profissional, aos colaboradores das 9 regionais do SINE de Curitiba – Convite da Secretaria Municipal do Trabalho – SED PCD, alcance de 150 profissionais, diretoria e colaboradores;
  • Participação ao Workshopping de Inclusão e Diversidade na Educação e no Trabalho, realizado na UTFPR, representando o Cento Universitário UNINTER e o Instituto IBGPEX;
  • Participação no Seminário Estadual de Inclusão da Pessoa com Deficiência no Mercado de Trabalho, realizado no TRT, representando o Cento Universitário UNINTER e o Instituto IBGPEX;
  • Participação na Pré-conferência da Assistência Social. Onde com a participação ao evento, além da divulgação dos Projetos do Instituto junto aos participantes do evento foi alcançada a eleição de 2 colaboradores do IBGPEX/UNINTER como delegados representantes da Regional;
  • Participação à Conferência Municipal da Assistência Social. Onde com a participação ao evento, além da divulgação dos Projetos do Instituto junto aos participantes do evento foi alcançada a eleição de 1 colaborador do IBGPEX/UNINTER como delegado suplente representante da cidade;
  • Realização de palestra de Inclusão – Alunos de Mestrado da UNINTER;
  • Participação ao evento Palestra e debate a respeito da inclusão da pessoa com deficiência visual no mercado de trabalho;
  • Participação nas Conferências Municipal e Estadual da Assistência Social, representando o Cento Universitário UNINTER e o Instituto IBGPEX;
  • Participação no SAS, organizado pela Rede de Investidores Sociais, representando o Cento Universitário UNINTER e o Instituto IBGPEX;
  • Participação em evento organizado pelo departamento Braille da Biblioteca Pública do Paraná, representando o Cento Universitário UNINTER e o Instituto IBGPEX;
  • Ministração de palestra inclusiva no Ministério Público do Trabalho, sobre Tecnologias Assistivas, atendimento às pessoas com deficiências e carreira profissional, às empresas filiadas à Câmara do Trabalho (A Convite da Secretaria Municipal do Trabalho – SED PCD);
  • Participação através de stand, no dia “ D” do Trabalho, Municipal, feira organizada pela Secretaria do Trabalho e Emprego de Curitiba e as 9 regionais do SINE, voltada a empregabilidade de pessoas com deficiência;
  • Participação através de stand, no dia “D” do Trabalho Estadual, Feira organizada pela Secretaria do Trabalho e Emprego do Paraná e Agências do Trabalhador de Pinhais, Araucária, Colombo e São José dos Pinhais, voltada a empregabilidade de pessoas com deficiência;
  • Realização de palestra de Inclusão, com o tema “Tecnologias Assistivas e o Mercado de Trabalho às pessoas com deficiências”, aos alunos da Universidade Federal do Paraná;
  • Realização de palestra de Inclusão, com o tema “Tecnologias Assistivas e o Mercado de Trabalho às pessoas com deficiências”, aos alunos da Faculdade Bagozzi, com a participação de 21 pessoas;
  • Participação e representação do IBGPEX no Seminário “Trabalho Social às Pessoas com Deficiências;
  • Curso de Portaria Acessível, “Porteiro com Excelência”, a toda equipe de porteiros da UNINTER, 3 palestras, com 45 colaboradores participantes;
  • Participação através de stand, nos 4 dias de evento SIPAT, organizado e promovido pelos Correios;
  • Aula Magna aos 180 mil alunos da UNINTER, apresentação em forma de aula/palestra, com uma atividade prática ao final.

EIXO 3 – Ações de Responsabilidade Social e Inclusão Social

O Programa Rompendo fronteiras pertence ao eixo 3 – Ações de Responsabilidade Social e Inclusão Social e se fez necessário  pela importância de garantir novas possibilidades e perspectivas para a  pessoa idosa através da interação social e inclusão digital. No ano de 2017, o IBGPEX atendeu 53 idosos no curso de informática.

O Projeto Jovem Cidadão partia do princípio de garantia de direito para adolescentes possibilitando a inserção dos mesmos no mercado de trabalho por meio da inclusão digital e os 35 adolescentes que participavam do curso estavam em risco e vulnerabilidade social.

As ações da Páscoa Solidária, Campanha do Agasalho Dia das Crianças  e Doce Natal impactaram juntos 4.179 crianças. As ações foram de grande importância tanto para as 17 Entidades Assessoradas pelo Instituto que receberam os presentes quanto para os colaboradores da Uninter que tiveram a oportunidade de participar das ações sociais promovidas pelo Instituto em parceria com a Uninter. O eixo 3 tem a responsabilidade social e inclusão social como foco o  compromisso empresarial de contribuir para o desenvolvimento econômico sustentável, concentrando os esforços em conjunto com os empregados, suas famílias, a comunidade local e a sociedade em geral para melhorar a qualidade de vida e consequentemente no ambiente de trabalho. Todo esse trabalho resultou em 2017 um impacto em 4.267 pessoas dentre crianças, adolescentes e adultos.

*****


EIXO 4 – Ações Afirmativas de Defesa e Promoção dos Direitos Humanos e Igualdade Étnico-racial

O eixo 4 por meio de ações positivas, aborda questões para minimizar as desigualdades sociais, com intuito de garantir a aplicabilidade dos direitos fundamentais à sociedade. Buscando a defesa e garantia deste eixo o Instituto IBGPEX, na perspectiva de auxiliar à comunidade e as instituições assessoradas em parceria com a Escola Superior de Educação do Centro Universitário Internacional Uninter, desenvolveu o Projeto Clínica de Psicopedagogia “Vamos Aprender”, o qual engloba o atendimento de crianças e adolescentes com dificuldade de aprendizagem. Neste o projeto conseguiu fornecer atendimento para 30 crianças.

       Dando continuidade aos projetos englobados por este eixo o Instituto IBGPEX, apóia a Associação das Mulheres Médicas seção do Paraná, no Projeto Mamãe, eu quero Mamar, que consiste em um curso de amamentação, realizando a conscientização e a orientação às gestantes e familiares, sensibilizando sobre amamentação segurança e de qualidade. Neste ano, o Projeto Mamãe, eu quero mamar atendeu mensalmente 200 pessoas.

Já no Projeto Justiça Solidária, o Instituto IBGPEX em parceria com o Núcleo de Práticas Jurídicas do Centro Universitário Internacional UNINTER, desenvolveu  o atendimento jurídico nas áreas cível e direito da família e proporcionou a 112 pessoas assessoramento e acompanhamento jurídico para a comunidade, oportunizando também que os alunos do curso de direito orientados por professores e coordenadores colocassem em prática os conhecimentos teóricos adquiridos.    

        Outros Projetos também englobam ações afirmativas de garantia de direitos como o Projeto Informática para haitianos que é realizado em parceria com a ONG Honorina Valente, que através de aulas de informática tem o intuito de promover a alfabetização digital e acesso à internet como meio de possibilitar a inclusão na sociedade social e emprego.

****


EIXO 5 – Ações de Estímulo Relacionados à Difusão das Produções Acadêmicas: Científica, Didático Pedagógico, Tecnológica, Artística e Cultural.

O Assessoramento Pedagógico faz parte do eixo 5 – Ações de Estímulo Relacionados à Difusão das Produções Acadêmicas: Científica, Didático Pedagógico, Tecnológica, Artística e Cultural e teve como foco em 2017 acompanhar, cadastrar, capacitar educadores sociais e realizar visita social a  17 Entidades de Curitiba e região metropolitana que desenvolveram ações para garantia e defesa de direitos da criança e do adolescente. Indiretamente o Instituto impactou 2.987 crianças e adolescentes que as Entidades acompanham.

******